Sala

Ser-tão, pessoas, coisas e lugares

Wagner Ventura, apreciação inicial

"Nessa exposição virtual 'Ser Tão, pessoas, coisas e lugares', Wagner Ventura nos apresenta um pouco da sua espiritualidade, pessoalidade, e ancestralidades. Ser-Tão que segundo ele é cosmos de sensações, texturas multicolores.

Wagner Ventura é Artista Visual pela Escola Alberto da Veiga Guignard (UEMG) e pela Moradia Estudantil Borges da Costa (UFMG), graduado em História pela UFMG, mestre em Educação Brasileira pela UFC, pesquisador afiliado à Associação Brasileira de Pesquisadores Negros e ao Núcleo de Africanidades da UFC.

'A Série Pessoas, coisas e lugares é um contínuo diálogo estético que estabeleço com as pessoas, os tempos-lugares de itinerâncias pelos multiversos rurbanos das Gerais. Como o desenho Dona Divina do Matição, que ao mesmo tempo foi uma obra estudo para uma pintura painel, realizada na comunidade do Mato do Tição em Jaboticatubas, é uma obra autônoma, uma escrevivência gráfica realizada nas conversações com a personagem inspiradora do desenho. E tenho que dizer que personagens, para meus delírios, não são apenas pessoas.

A Série Paisagens Humanas – Ser-Tão são aguadas, aquarelas e técnicas mistas, cujas feituras são fluências das cosmossensações que provocaram o encontro da minha vida com cada pessoa-lugar de inspiração, dos barrancos de São Romão às pequenas cidadesveredas dos sertões das varzelândias. Os conjuntos de traços e manchas, de papéis encharcados, ressequidos e empoeirados, os meus carvões e as minhas aguadas são nascidas em interação direta com os seres, pessoas, bichos, plantas, objetos e coisinhas da vida. Dessas obras derivam uma série de painéis pintados em murais em Montes Claros, Belo Horizonte, Mato do Tição (município de Jaboticatubas – MG) e Fortaleza. Algumas pinturas em paredes, a maioria pinturas em tecido'".

Fonte: Wagner Ventura (Exposição Virtual | Ser-Tão, pessoas, coisas e lugares - Mostra Multimulti Interações/UFOP. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=YuOTFuoZqdA).